Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2014

Outro excerto que dá que pensar:

«Os antioxidantes, usados em grande popularidade nas últimas décadas, aceleram a progressão do cancro de pulmão nos ratos e não trazem benefícios seguros para os seres humanos sãos, segundo um artigo publicado esta quinta-feira na revista "Science Translational".

"Os antioxidantes usam-se amplamente para proteger as células dos danos induzidos por espécies reativas do oxigénio", explica a equipa de investigadores, liderada por Volkan Sayin, da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, no artigo da “Science Translational”.

"O conceito de que os antioxidantes podem ajudar a combater o cancro está muito arreigado na população mundial, promovido pela indústria dos suplementos alimentares e sustentado por alguns estudos científicos", lê-se no artigo citado pela agência noticiosa Efe.

Todavia as provas clínicas "deram resultados incoerentes", acrescenta.

Os compostos químicos conhecidos como antioxidantes atrasam certos tipos de danos celulares impedindo a acumulação de moléculas da espécie reativa de oxigénio (ERO) que pode causar danos às células.

Entre estes antioxidantes estão a vitamina A, que pode obter-se nas cenouras, abóbora, brócolos, batata-doce, tomate, couve, melão, pêssegos e outros, e vitamina C, presente nas laranjas, limas, limões, pimentos vermelhos, vegetais de folhas verdes, morangos e framboesas.»

 

Mais uma vez a paparoca em destaque…



publicado por Jorge às 15:42

(Revisitação de  4 personagens do poder instalado)

O mau da fita (com 1 pedra em cada mão) arremete:

- O que está feito, bem feito está, palavra de rei não volta atrás!

O bonzinho da fita desdiz:

- Guardado fica o bocado, para quando chegar a minha vez, desfaço o mal e a caramunha!

Chega-se à frente o rezinga e contradiz:

- Deixa-te lá estar sossegado, meu lindinho, que a gente já te faz a cama, se és homem vem aqui para a rua!...

A boazinha da fita assim diz:

- Vai bugiar, desampara-me a loja, pá!

O mau da fita (com 2 pedras em cada mão) persiste:

- Daqui não saio, daqui ninguém me tira!

O bonzinho da fita desdiz:

- Sugiro a saída a bem, que entre pessoas de bem assim deve ser. Quem te avisa!…

O rezinga contradiz:

- Ou sais pelo próprio pé, ou apeamos-te do cavalo. Desafio-te para um duelo!...

A boazinha da fita assim diz:

- Põe-te na alheta, vai caçar gambuzinos e não chateies, pá!

O mau da fita (com 3 pedras em cada mão) continua a mandar vir:

- Estou-me nas tintas, a recuperação continua, aqui estou para mostrar com quantos paus se faz uma canoa!

O bonzinho da fita desdiz:

- Qual recuperação, qual carapuça, quando chegar a minha hora volta tudo à estaca zero, seu…. seu….mata-sanos verborreico!

O rezinga desdiz:

- Vai gamar para a tua terra, tás aqui e sais com os pés para a frente, a paciência tem limites!

-A boazinha da fita assim diz:

- Não te quero ver nem mais gordo, nem mais magro, baza, pá!

(A caravana continua a passar, em grande tropel.)



publicado por Jorge às 15:39
mais sobre mim
Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14

16
17
18
19
21
22

23
25
27
28


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO