Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

oitentaeoitosim

16
Jul21

Vidas 5

Jorge

Estavam reunidas 6 pessoas que se conheciam, em torno duma mesa, a jogar às cartas, sendo que 3 delas bebericavam bebidas alcoólicas, que um copito afere a adrenalina.

Estavam reunidas essas 6 pessoas que se conheciam, em torno duma mesa, a jogar às cartas, sendo que 3 delas eram abstémias, mas escorripichavam água, por indicação médica.

Estavam reunidas 6 pessoas que se conheciam, em torno duma mesa, a jogar à sueca, sendo que 3 parceiros também se entretinham a bebericar copázios de vinhaça, cervejota e ginjinha.

Estavam reunidas 6 pessoas que se conheciam, em torno duma mesa, a jogar às cartas, sendo 3 parceiros também escorripichavam taças de água mineral lisa, água mineral gaseificada e da torneira.

Estiveram reunidas 6 pessoas que se conheciam, em torno duma mesa, a jogar às cartas, sendo que, terminada a função, o trio vencedor deitou abaixo mais um penalti, uma jola e um copito de água-pé, para comemorar.

Estiveram reunidas 6 pessoas que se conheciam, em torno duma mesa, a jogar à sueca, sendo que, terminada a função, o trio vencido deitou abaixo mais uma água tónica, uma água destilada e outra da nascente, para desopilar.

Estiveram reunidas 6 pessoas que se conheciam, em torno duma mesa, a jogar às cartas, sendo que, no fim da jogatina, o trio vencedor foi acusado de fazer batota, pelo trio perdedor.

Estiveram reunidas 6 pessoas que se conheciam, em torno duma mesa, a jogar à sueca, sendo que, no fim da jogatina, o trio perdedor foi acusado de mau perder pelo trio vencedor.

Já não estavam reunidas as 6 pessoas que se conheciam, em torno duma mesa, a jogar às cartas, quando acudiram os filhotes do trio vencedor.

Já não estavam reunidas as 6 pessoas que se conheciam, em torno de uma mesa, a jogar à sueca, quando acudiram o(a)s consortes do trio vencido.

No sítio onde estiveram reunidas 6 pessoas que se conheciam, em torno duma mesa, a jogar à sueca, filhotes e consortes armaram um escabeche inesquecível.

6 dias volvidos, aquelas 6 pessoas que se conheciam estavam reunidas de novo, em volta duma mesa, a jogar às cartas, ganharam os abstémios e todos se retiraram nas calmas.

E foi a última vez que aquelas 6 pessoas que se conheciam, se puseram a jogar à sueca, em torno daquela mesa entretanto subtraída ao domínio público.

13
Jul21

Nada de confusões

Jorge

Consta que um senhor professor a exercer o seu magistério num templo do saber do Porto hesitou em entregar uma prova de um exame final a uma moça estudante porque ela estaria demasiado destapada presumo eu que a jovem teria muita boa apresentação e seria portadora de traje revelador um decote um recorte ou qualquer coisa no género ora é sabido que tais minudências podem desviar a atenção dos vigilantes para outros circunstancialismos impedindo assim o cabal cumprimento de tarefas associadas.

Nas redes sociais o profe ouviu das boas e tem um inquérito disciplinar à perna.

 

Consta que uma socialite internacional de visita à cidade de Roma quis aproveitar o ensejo para visitar o museu mais cotado do mundo e o principal templo de oração daquela cidade e do mundo católico mas apresentou-se de vestidinho muito revelador de peles e carnes subjacentes pelo que alguém lhe gritou alto e para o baile e ela tapou a elegante figura de cima a baixo com um casaco que se valia pouco na altura agora talvez possa valer uma fortuna.

Nas redes sociais os comentários foram basto abonatórios para a senhora que apenas meteu água por desconhecimento do dress code.

 

Nos temp(l)os que correm um dress code faz toda a diferença…

Dress code.jpg

(Tradução livre: "Ó irmã Catarina, a Ordem facilitou um pouco o dress code, mas nada de exageros"!)

12
Jul21

À competência

Jorge

Aquela senhora surge basto apelativa, num habitual programa dum canal de tevê, em que, de 2ª a 6ª, quase faz figura de corpo presente. O vestido alapa-se ao corpo – escultural, de verdade -, com um grande decote, parcialmente revelador de um par tenso de seios e uns mamilos a corresponder, entre outros pormenores daquela figura impagável.

      Uma senhora jornalista, moralista assumida, não deixa escapar a oportunidade de escrever numa rede social:

- É espantoso como a tevê pública continua a usar mulheres como adereços, duma forma repugnante.

      Mais:

- Afinal, não há obrigações de cumprir os mínimos em termos de respeito pelos princípios constitucionais e pelos planos para a igualdade?

      Leva com muitos comentários escapistas, tipo:

- As mulheres têm direito a andar (na rua) como quiserem, sem serem importunadas.

      Ou este:

- A moça veste-se como quer, como lhe apetece e como lhe der na real gana.

          Sabe-se que as empresas de tevê privadas vão exigir, em tribunal supremo, o cumprimento rigoroso do respeito pelos princípios constitucionais e pelos planos para a igualdade por parte da tevê pública.

Branca de neve numa tevê privada.jpg

Branca de neve numa tevê privada

 

04
Jul21

Preciosismo

Jorge

- Grande jogo de futebol ontem, viste?!

- Sim, vi aos bochechos, alternei com a telenovela.

- Porreiro, pá, ganhámos!

- Vocês andam cá com uma vaca, rapaz!

- Referes-te ao facto de o golo da vitória ter sido conseguido, em tempo de compensação da 2ª parte?!

- Sim o golo da vitória que foi obtido aos 90+3+8 minutos de jogo!

- Não, senhor, o golo da vitória foi obtido, aos 90+8 minutos do jogo, não exageres, pá! Onde foste buscar essa coisa de mais 3m?!

- Quem te disse que o tempo de compensação da 1ª parte não conta, pá?!

- Se calhar tens razão, assim ainda sabe melhor!

- Ora nem mais!…

relógio.jpg

 

 

03
Jul21

Prolato

Jorge

Nas lágrimas fica perpetuada a memória

 

Naquele tempo, deram-se grandes incêndios - deflagrados por causas estruturais e causas conjunturais ainda por precisar, em toda a sua extensão -, com fúria dantes nunca vista numa região recôndita dum extremo peninsular do mundo setentrional revelado.

Um evento excruciante que provocou muito choro e ranger de dentes.

Uns breves anos após o infausto acontecimento, soube-se que estava disponível massa monetária expressiva (em áureos, becas e dracmas), para que fosse cumprida uma homenagem a quem tinha partido de forma tão inglória.

Logo, alguns patrícios avançaram com a ideia de um memorial, com diversas valências, uma das quais era a fartura de água, líquido que purifica e apaga e que tinha estado bastante omisso, na altura da conflagração.

Por sua vez, um grupo de plebeus avançou com o propósito de multiplicar bocas de incêndio, por tudo o que era povoado na região, fazendo antes fé na máxima que dita que a melhor maneira de venerar os mortos é cuidar bem de quem ficou vivo.

Foi feito um apelo a Salomão, para uma sentença definitiva, afinal o pecúlio disponibilizado deveria ser destinado preferencialmente a satisfazer os primeiros, ou os segundos?

Não foi possível uma decisão vinculativa, posto que sua majestade – sempre muito ocupada – desta feita, tem andado a fazer as honras à rainha do Sabá. Audiência adiadas sine die.

(A recordação é o perfume da alma).

Lágrima.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub