Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

16
Mar13

Estadão II

Jorge

- Senhor Cortes, o seu governo parece uma associação de carneadores, tal a sanha de cortar, cortar em quem está mais à mão!

- Isto não é um desgoverno, como a sua casa, a gente vai governar para reduzir o défice estrutural, custe o que custar. Como dizia o sábio do século II dC, deves, logo pagas. Os sacrifícios contemplam com equidade a maioria, que os empreendedores merecem flores, vejam ou não um boi à sua frente. Além disso, parece que o coronavírus anda outra vez ao ataque e os bofes deles podem ressentir-se, o diabo seja cego, surdo e mudo. Há para aí muita lenha para queimar, nos próximos três 15 anos.

- Senhor Cortes, é inconcebível que tenha posto o país de cócoras, a soldo dos países ricos!

- Alto e para o baile, ó Francelina, os ricos fizeram o jeito de nos darem e emprestarem dinheiro. A malta caiu no engodo, julgou que o eldorado estava à mão de semear, pôs-se a palitar os dentes, a andar de charola e agora está o caldo entornado. Lembra-se daquele vagabundo do meu antecessor, lá das Beiras, deixou-nos a quase todos sem eira nem beira. E eu que me aguente à bronca!

- E as manifestações, deu-se conta ou fechou os olhos para não ouvir?!

- Só eu sei por que fiquei em casa, já aprendi a «Massamá, vila pequena» e queria ir praticar para a rua com o Alex, só que a guarda pretoriana acagaçou-se. Com o desgosto atirei-me aos percebes, às santolas e ao camarão tigre que todos os dias cai à borla lá no meu palácio, mas dei-me conta do cagaçal e do aranzel, um direito legítimo, mas não exorbitem!

- Afinal o alívio do alargamento das maturidades dos empréstimos é chão que já deu uvas!

- Esse alívio é bom, por causa dos picos. Sabe que, quando chegam os picos do crescimento, os donos dos castões mamam à discrição e ficam que nem cevados. Conhece a piteira? Então devia conhecer, a piteira tem picos e só com azeite eles despegam dos dedos, mas azucrinam um justo até dizer basta.

- Mas, por que cargas d’água nos caiu o Santo Ofício internacional em cima?

- Pelos nossos lindos olhos, tá a ver a cena? E também pelos nossos lindos cabelos, já tínhamos fama de machos latinos, agora há loiras a dar com um pau, o que até é bom para o turismo.

- Andou o senhor a roubar os pobres, para dar aos ricos, seu cavaleiro da triste figura. Ladrão a ladroar para ladrão não tem perdão, nem do chavelhudo das profundas. O senhor, na infância, da qual saiu há pouco, deve ter ficado traumatizado com o destino do xerife de Nottingham!

- Senhora presidente, nunca ouvi falar de tal alcaboz, nunca o vi mais gordo. Rogo-lhe a finura de mandar fechar a matraca a esta desbocada que passa a vida a atanazar-me os cornos da abundância.

- Não há uma acusação objetivada, portanto, aguente os cavalos.

- Não me apanhas, nhanhanhanha!

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub