Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

14
Ago09

Senhor, estou farto

Jorge

 

  Durante muitos anos, naquele recanto do mundo, os dias naturais tornaram-se lúgubres e havia quem dissesse mesmo que as noites naturais tinham exorbitado do seu mandarinato e duravam mais. Chamados à ordem, uns sábios disseram porque sim e outros disseram porque não, logo tudo o que estava a acontecer era apenas uma ilusão de óptica. Pelo que a maioria dos indígenas – a maioria era indigente – desatou a comprar óculos claros na feira semanal mais próxima.
    Um arlequim chocarreiro, de riso mavioso e voz à maneira, aproveitando-se da abertura da marcassita nas bolsas de derivados nacionais, atreveu-se a arrotar postas de pescada da boa na praça pública, onde se juntava pouca gente. Ouviram-no dizer que o prolongamento da noite natural se devia a buracos negros da plataforma abissal. Riram a bom rir, mas não lhe deram grande crédito à ideia, vinda como vinha da boca de um engatatão das dúzias, desses que a sociedade admira, perdoa e reprova, tudo ao mesmo tempo. Atrevidote, noutro dia, declarou pelas barbas do profeta que a arritmia dos dias e noites se devia ao facto do mandão do burgo ter a ousadia de desfilar nu por ruas mal afamadas. Isto pôs muita gente a rir às escâncaras, dentro de casa, embora cá fora afivelasse um riso sardónico. O pessoal do controle irritou-se com a situação e esteve vai-não-vai para proibir o riso em toda a extensão do território nacional, ZEE incluída. Fazer pouco dos que fazem muito nunca deu louros a ninguém, assim pensavam os próceres do regime que se puseram também a rir a bandeiras despregadas.
    Entretanto o dia natural voltou à sua sincronia astrológica, 12 horas no início das estações intermédias, mais e menos antes e depois. O arlequim guardou os seus pergaminhos, nas suas sete quintas. Teve a prova que a má consciência dos novos mandadores não lhe permitiria ir mais além da chinela do sapateiro. E fez-se sapateiro de poucos chinelos e sapatorras nenhumas. Bobos da corte bojardeiros e sevandijas ajudaram a que fosse despejado no palco do esquecimento. Mais depressa se perdoa um par de cornos que a ousadia de pôr preço à própria pele. A ousadia de ser diferente e altruista, costuma ser paga com a marginalização pelos seguidores da ideologia do não me comprometas. Fugazmente o arlequim do riso mavioso fazia uma perninha nos seus domínios, mas percebeu que já não era benquisto. As mágoas levou-as para o túmulo.
   Morreu e podia ter ressuscitado ao terceiro dia. Não o quis.
   

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub