Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

04
Jun13

Monteiria

Jorge

Há dias um senhor jornalista perguntava do alto do seu púlpito: «Quem é Ana Avoila?» Ninguém lhe satisfez a curiosidade, pelo que ele próprio se atirou à Net. Descobriu então que a dita senhora, uma figura pública em relevo, não tem o currículo lá escarrapachado, o que é suspeito (terá trabalhado no BPN?) Mais que suspeito, é mesmo tenebroso, como diria qualquer émulo de teorias da confabulação e da conspiração.

Mas o pouco que o escriba descobriu é de bradar aos céus e não foi negado: a dita senhora é militante do PCP e simultaneamente dirigente sindical, uma mistela (pior que vinho a martelo) que não deveria dignificar um só mortal, mesmo depois de morto; que já brada no deserto (como João Batista, mas, - vá lá! – não perdeu a cabeça), desde 2003, com evidentes maus resultados para os trabalhadores que diz representar. Por menos falhar e há menos tempo, uns quantos benfiquistas pediram a cabeça do senhor Jesus. Como consegue aparecer sempre na chapa do sindicato, quando se limita a sua ação a obras de fancaria, a vitórias de Pirro?! Até o senhor PC (o tal de papa, do FCP) foi eleito com oposição interna alistada, vejam bem! Anda a engonhar há 15 anos (é muito tempo) e não ata nem desata e não há quem a aparta.

Mas, há mais: a visada é pessoa de fé (a fé nas obras se vê), fiel à exegese das catacumbas; é uma profissional da contestação (andará o SIS a dormir na forma?), sem revelar qualquer sinal de regeneração, de aproximação à situação; não dá cavaco aos partenaires, quando se trata de marcar uma greve (mulher irada, mulher endiabrada). Tanta coisa má numa pessoa só!...

E esquece-se o senhor jornalista de mencionar que ela até diz mal do senhor Cavaco. Foi ouvida, ali para as bandas dos pastéis de Belém, a carregar forte e feio nas tintas e a dizer que se estava nas tintas para o mais alto magistrado. E não teve processo porquê? Por não ter currículo disponível na Net, parece óbvio… Só não percebe quem não quer!

Agora, senhor jornalista, permita a contradita: no próximo episódio, veja se saca outros nabos do púcaro, elucide a malta sobre coisas que interessam. Onde nasceu a senhora (tem pinta de ser alentejana)? Quais as suas habilidades e habilitações (deve ser pessoa de Direito que não de direita, com grandes hipóteses de fazer carreira como advogada do diabo)? Qual a dieta alimentar que privilegia, a macrobiótica, ou a vegetariana (parece mais omnívora)? Quantas visitas fez a Roma (e para ver quem)? Se a visada gostaria de integrar o elenco de telenovelas (o senhor descobriu-lhe ademanes de farsante e até de titereira), se é adepta do glorioso (o que a aproximaria do sr. Gaspar Austero, muito boa ideia), a quantos concertos do Toni Carreira assistiu (embora pareça mais adepta da música da pesada), se grama a risoterapia e se gosta de rir no início ou no fim da leitura de um artigo de encomendação. É que caprichos não dão prestígio, não levam ao «big brother vip», tão pouco ao «splash dos famosos», quando muito dá para aturar o Goucha e já é um pau. Tente mostrar-lhe, seu lídimo recomendado, que 59 anos é uma idade para já se ter juízo (o establishment sabe ser generoso). Só bons propósitos acalmarão a úlcera gástrica, resultante de pugnacidade adquirida em demanda dos direitos adquiridos, uma espécie em vias de extinção, por imposição das leis da evolução. O governo da casa ficava a matar à senhora…

Bem aja!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub