Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

22
Nov13

Apostilha 6

Jorge

Saiu-lhe, pronto, ninguém gosta de perder nem a feijões, sobretudo quando açulado por alguém que joga forte. Estava-se a meio de uma discussão sobre a benignidade ou a malignidade do OE14, na tevê, quando o senhor Dinis não se conteve. Nada de parecido com as tiradas de chorar a rir do sr Oliveira num programa desportivo, num canal da concorrência, no início da semana, mas andou lá por perto. Que nunca tinha havido diminuição de salários em Portugal, disse-o sem se rir. Lá terá a sua quota-parte de razão o sr Dinis, uma lei normativa, taxativa a pôr preto no branco, os senhores trabalhadores desculpem lá o mau jeito, mas passam a ganhar menos x%, nunca foi aprovada e assinada neste Portugal de crise (atalhada com atraso ao que parece, atualmente convém ser prestimoso). Todavia os rendimentos dos trabalhadores diminuíram de facto, os das empresas e empreendedores não (alternativamente fecham). Por que seria então? Por conta de maiores descontos nos honorários, pela prática regular de salários abaixo da tabela? Hum!... Por conta dos bonitos olhos castanhos da maioria da malta? Quem sabe?!... Senhores Dinis deste país, não se apouquem, deixem-se de se maçar com importunações de trazer por casa e assumam preto no branco e de uma vez por todas, em público, que os trabalhadores são mesmo carne para canhão, assim mesmo, não custa nada…

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub