Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

20
Fev15

Em Batatívia 12

Jorge

     Uma senhora que é líder de um partido disse alto e bom som que os juros da dívida soberana suportada de bom grado pelo Estado cada vez menos soberano equivalem todos os anos à verba orçamentada para a educação ensino e cultura cá da terra uma pipa de massa difícil de encher até porque o desemprego lavra os impostos subjugam a pobreza se impõe infelizmente.

   (Quem conta um conto acrescenta um conto não parece ser este o caso.)

  O governo da santa terrinha acha que se impõe pagar aos credores esfarrapa-se todo tadinho para conseguir tal feito mesmo não sabendo se vai morrer na praia o que já foi previsto por uma pitonisa de Delfos uma cividade de remota fama lá para as bandas da Grécia.

   A governança da santa terrinha fez do pagamento a qualquer custo uma cisma embora esteja na cara que a tarefa não é menos exigente que a carga de trabalhos enfrentados pelo Hércules o tal que deixou um mundo seguro para humanidade e para Grécia naturalmente e ver no que deu.

    Por acaso nenhum dos governantes da santa terrinha parece ter estaleca para tanta exigência mas nunca se sabe donde menos se cuida salta a lebre.  

   Também por acaso essa senhora que é líder anda encantada com outro grego o senhor Tsipras um herói em construção que quer atravessar o Rubicão a vau ela acha que o governo da santa terrinha deveria juntar-se à expedição mas não passou-se acintosamente de armas e bagagens para os troianos que querem o deles e querem o dito senhor pelas costas.

   Pelo andar da carroça qualquer dia a educação o ensino e a cultura passam para os privados talvez só as elites saberão o bê-á-bá  e chega acredita-se que jamais se ouvirá dizer que é uma seca estudar o diabo seja cego surdo e mudo.

    Mais na mesma ocasião essa senhora que chefia um partido caseiro proclamou que a dívida pública aumenta todos os anos uma porrada de massa na ordem do orçamento destinado à saúde do pessoal que sobrevive à custa do suor do seu rosto mais outra pipa de massa das grandes vai ser precisa para fazer face à despesa acrescentada o que não augura nada de bom antes pelo contrário mais furos no cinto mais desemprego mais expatriação e dívida até fartar infelizmente.

   (Quem conta um conto acrescenta um conto não parece ser este o caso.)  

    O governo da santa terrinha não vai em pieguices em lamúrias em renegociações é para pagar paga-se e de mãos para o céu participa na cruzada da restauração das fortunas dos bancos que apostaram em cavalos errados há uns tempo e na esperança que os donos do mundo se amerceiem aliás está previsto tal prodígio assim termine a revisão da doutrina que afiançava ser mais fácil é um camelo atravessar o buraco de uma agulha de coser que um rico entrar no céu já não é assim comprovadamente o seu reconhecimento é somente um pró-forma.

    O governo da santa terrinha arrenega do senhor Tsipras é Grécia a mais para a camioneta dele ele é bem capaz de pensar que mais vale ser dono de uma moeda do que escravo de duas temos o caldo entornado lá na terra dele há muita gente a pensar assim ainda-por-cima o gajo veste-se às 3 pancadas a modos de um abandalhado filho de Eva não usa gravata e tem um ajudante que anda com a camisa fora das calças e casaco emprestado podem espelhar glamour mas é um desplante quem está no poleiro tem protocolos a cumprir se até nos estádios de futebol e nos transportes nos diferenciamos assim não vá lá por isso os troianos são o lado certo da barricada e até se arreia um cavalo a preceito.  

   A senhora que é líder de um partido ao invés é toda fosquinhas para o marmanjão grego que pretende descontos uma esmolinha-pelo-amor-de-deus e uns adiamentos do pagamento dentro dos prazos da conta calada acumulada pelo país dele ora o bom senso aconselha a que o governo cá da terra se juntasse à contestação não se armasse em Martim Moniz de trazer por casa que percebesse que os troianos não interessam nem aos meninos do Jesus mas há pessoas que são mesmo assim quanto mais me bates mais gosto de ti tudo isto é triste tudo isto é fado e se eu deliro com o fado.

   Pelo andar da carroça qualquer dia a saúde é entregue de bandeja à privacidade dos privados que não têm legionelas bichas infeções e mortes nas urgências pelo menos ninguém põe a boca no trombone quem sabe há males que vêm por bem.

Já se sabia de longa data que matrimónio e senhorio não querem fuga nem brio sempre assim será infelizmente se muitos não se meterem em brios.

download.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub