Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

09
Nov13

Cenas do País Tetragonal (XII)

Jorge

    Perguntaram um dia a um senhor uniformizado a quem obedecia ele e ele respondeu sem rebuço que obedecia e defendia com unhas e dentes os interesses e direitos dos seus legítimos superiores. Foram perguntar a um legítimo superior do senhor uniformizado a quem obedecia e ele respondeu sem rebuço que obedecia e defendia com unhas e dentes os legítimos interesses e direitos do governo legitimamente eleito pelo povo. Foram perguntar aos governantes a quem obedeciam e eles responderam sem rebuço que obedeciam e defendiam com unhas e dentes os interesses e os direitos legítimos do povo que os escolhera legitimamente. Foram saber do povo a verdade, se o senhor uniformizado, os superiores do senhor uniformizado ou o governo defendiam com unhas e dentes os seus legítimos interesses e direitos. O povo (de unhas e dentes aparados) disse que sim, que defendiam os interesses dele(s).  

 {#emotions_dlg.dork}

     Um presidente na sua despedida de 1ª figura da autarquia põe uma medalha ao peito a um amigo do peito. Na sequência viria uma lauta refeição, não há festejo sem um bom naco e uma boa pinga, fora os extras. Até aqui nada de especial, é o trivial na terra e é pena que o iva da restauração não venha cá para baixo e traga os preços com ele, para a gente conviver mais vezes com Baco e Pantagruel. Acontece que o senhor do medalheiro e o senhor medalhado eram compadres, conheciam de ginjeira os meandros da vida social e até enfrentaram a barra de tribunais pelo mesmo motivo, num processo judicial que deu muito brado por causa de um sobiote revestido a ouro naquela terra, mas que deu em nada por falta de escutadores ajuizados. Um peixito ou outro ficou entalado na rede por falta de tarimba, a culpa morre solteira quase sempre, ou não fossem os brandos costumes reis e senhores nestas andanças.

    Saem ambos impantes como quem paira nas nuvens, maila comitiva de bargantes e acompanhantes, quando se cruzam com a mulher de César que ali vinha a despacho. Assim que os topa, dá-se ao descaro de rir a bandeiras despregadas a finória.  

- Peço perdão, as risadas brotaram-me irresistíveis, lá se me borrou a pintura. É que ainda ontem atirei ao lixo umas 3 centenas de medalhas iguaizinhas a essas, latão e pechisbeque (e lá se foi o resto da pintura). Aos circunstantes pareceu que a madama tinha ensandecido.

(Os risos prolongam-se no tempo e no espaço, por isso à foto que registou o recontro foi acrescentado a posteriori um buço à senhora, ora isto não se faz!) 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub