Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

12
Jul14

Cenas do País Tetragonal (XXV)

Jorge

 

O país devia uma data de papel a meio mundo. Descobriu-se isso, quando os herdeiros dos credores encontraram livros de fiados do fundo do baú. Uma catrefada deles… Aí o xerife decide que todos os íncolas devem pagar, com língua de palmo.

 

Diziam manifestantes:

- Não pagamos! Não pagamos!

- Calem-me esses gajos! O seu a seu dono, pagamos e não se fala mais no assunto! Comeu, pagou! – Estuporava o xerife e seus ajudantes incondicionais.

(As taxas de juro – tadinhas! - são muito sensíveis, quando expostas aos vírus disseminados por iconoclastas.)

Diziam especialistas:

- Pagamos tudo, com revisão! Pagamos tudo, com revisão!

- Calem-me lá essa gajada! Estudaram tanto, que não percebem nada do assunto. Armados em filantropos, vivem à grande e à francesa, mas assobiam às canelas dos protetores!… Abrenuncio, satanás! – Arrepelavam-se o xerife e os seus ajudantes beguinos.

(É que os nossos admiráveis credores – uns quiduchos! - de quem somos os dignos representantes, são muito sensíveis e não queremos que lhes chegue a mostarda ao nariz, a bem das taxas dos juros dos empréstimos que já estão suficientemente crescidinhas…)

Diziam hereges:

- Pagamos, com perdão! Pagamos, com perdão!

- Calem-me esses tipos! Perdão só no confessionário, no tribunal, ou nas finanças, qual quê! Pagamos tudo e não bufamos, fazemos das tripas coração, até apostamos na economia paralela, mas pagamos! – Clamaram o xerife e seus ajudantes ensoissados.                                              

(É que os mercados não dormem – à imagem dos omnipotentes! –, não querem ouvir desculpas de mau pagador, é pegar, pagar ou largar. Quem honras faz, cortesias merece!)

A seca continua

 

(Água… e trabalho!) 

Dizia um banqueiro (DDT, para os amigos):

- O meu banco por um cavalo!

- Qual quê, amigo, nada arreceeis, nem tanto ao mar, nem tanto à terra! Que se lixe os juros da dívida, que se lixe os pruridos dos mercados e que se lixe Wall Street, que os amigos são para as ocasiões! A gente até saca mais uns milhões aos saloios, se for caso disso.… A lebre é de quem a levante, o coelho de quem o mata e não se fala mais no assunto – Trejuraram pelas barbas do profeta o xerife e seus acólitos policitantes.

(É que a dança – das cadeiras e a macabra - tinha de prosseguir.)

Idólatra


O governo oferece a Constituição (e o mais que for necessário) aos mercados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub