Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

18
Dez14

Em Batatívia 10

Jorge

Pruridos

Estava a ver uma reportagem televisiva da cerimónia comemorativa do 1º de Dezembro uma manifestação de desagravo pela data ter sido abatida à listagem dos suetos legais pois era necessário provar aos patrões do mundo e arredores que os trabalhadores da santa terrinha iriam trabalhar mais dias e mais horas por mais baixo soldo a ver se eles se davam por satisfeitos e não passavam a vida a remorder as canelas da gente cruzes aqueles horrorosos só pensam em dinheiro na deles o povo português queria mole.

Contra isso se manifestou com satisfação uma amiga minha que afirma que os tugas podem ser duros de cabeça duros de ouvido e duros de coração mas que felizmente são também duros de roer estamos a ficar de saco cheio e felizmente temos outras durezas como as bombocado de pão duro os travesseiros duros doces de açúcar duro pelo que vamos aguentando a crise até dizer basta vão dar banho ao cão que assim não vamos a lado nenhum.

Voltando à vaca fria o governo cortou nos feriados mais nos civis que nos religiosos da igreja católica porque os padres sabem-na toda e fazem bom serviço cívico por exemplo mandam uns papos sobre a melhor maneira de dobrar boletins de voto e até há uns marotos de chimarra que prometem a terra e o céu a quem não votar nos canhotos vão mas é trabalhar e está claro que o panhonhas do chefão não anda particularmente feliz com a situação e há muito que tem o sermão encomendado ao nosso primeiro e sus muchachos o fraquinho por eles tem evitado que despeje o saco.

Bem dizia eu que estava a acompanhar uma reportagem sobre o dia que deu nome à praça dos Restauradores e afinei sim afinei mesmo então aqueles mecos atrevem-se a tocar uma canção muito acarinhada no tempo da velha senhora cuja letra convida a malta a celebrar aquela data e que termina a atirar hurras pela MP de má memória antes pusessem o Marco a cantar a mocidade que fugiu dele e aquilo a ressoar nas meninges eia avante a mocidade mas o que é isto já chegámos à Madeira.

Não me venham com tretas que essa trova o hino da Restauração tem 2 letras distintas que o maralhal vai lembrar-se é da que aprendeu nos bancos da escola vejam lá que a santa terrinha tem tantos e competentes compositores talvez encontrassem canção mais apropriada sei lá na obra do sr. Lopes Graça do sr. Vitorino de Almeida do sr. Carlos Seixas do sr. Emanuel Nunes mas quando menos se espera saem duques e cenas tristes mas aquela malta tem direito à escolha lá isso tem.

E estava ali um depurado senador que foi vice ou cargo no género dum senhor presidente de um clube importante da santa terrinha que virou sacristão mas também lá vi o candidato a nosso primeiro que o atual xerife está cada vez mais careca e com os dias contados como ia dizendo o candidato tem ar de festeiro ou de mordomo das festas de oragos que não param de passar na televisão apresentados por parolos que tomam o povo por parvo com muitos prémios beijinhos e cantores pimba até parece que estão a imitar o irmão do Moisés que convenceu judeus fartos de enfrentar as areias do deserto a adorarem um bezerro de ouro nas faldas do Sinai enquanto no cimo se tratava de coisas sérias.

Embirrei com a melodia e ainda mais porque aquela gente a fazer número na reportagem tinha todo o aspeto de querer o tempo a voltar atrás saudosistas duma figa até se lhe percebia olhares tipo carneiro mal morto agora já não sei se a gente ficou melhor quando despachou os espanhóis para a terra deles hoje teríamos outros gostos outros costumes outros linguajares isto de ser um país independente pequenino mas tem muito que se lhe diga vejam lá que até um senhor que é dos ministros mais importantes da governança e que se livrou há pouco do caso dos submarinos metidos em luvas e farta-se de lidar com estrangeiros e que tem uma lábia de três em pipa não anda com muito afirmou que Portugal faz parte dum mecenato ou dum sultanato ou será de um protetorado já não me lembro bem na dele o país está por conta dos ricaços da União da Alemanha e dos States ena tantos para onde foi a independência.

Rapaziada toca a meter na cabeça que não dá assim muito gozo celebrar uma data em que bravos guerreiros puseram livre uma nação que está outra vez entregue à bicharada isto faz-me lembrar aquela da instituição de um feriado para comemorar a descoberta do Brasil quando há muito aquele país já era independente da gente grande melão isto sou eu a dizer...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub