Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

20
Fev18

Em Batatívia 30

Jorge

     A santa terrinha tem um presidente muito ágil comprometido com a reaproximação de toda a gente é visto quase todos os dias em campo no exercício do seu múnus presidencial valendo-se do verbo fácil de gestos tendencialmente amistosos mas sobretudo de doses industriais de chochos e de chi-corações para já não falar nas imensas selfies que protagoniza por ser muito fotogénico acresce que Sua Senhoria (S. Sª.) aparece e desaparece qual flor humana em imensos palcos quase sempre de motu próprio como no rescaldo de incidentes ou acidentes ou outras desgraças indizíveis sabendo S. Sª. que os afetos funcionam num momento como refrigério espiritual e cauterizador de sofrimentos daí que muitos habitantes da santa terrinha sobretudo os mais desvalidos vejam nele um líder como já não se fabricava à moda antiga mesmo assim a modos dum condestável sem armas protetor do pessoal reinadio da santa terrinha pouco habituado a que o tratem com miminhos oficias.

     O senhor presidente da santa terrinha tanto está como peixe na água quando chefia viagens oficiais e dirige cerimoniais e receções oficiais como se apresenta descontraído em festas de oragos feiras castiças festivais populares ou ainda a fazer compras de artigos de vestuário ou de artigos lá para casa num supermercado próximo S. Sª. não se faz rogado em dar o bacalhau em dar dois dedos de conversa fiada em distribuir sorrisos de circunstância e em entrar no jogo das blandícias dos enlaces e das selfies assim vai atalhando os caminhos do nosso primeiro e seus ajudantes há muita gente disposta a dizer que antes assim os anteriores presidentes da santa terrinha eram uns macambúzios uns caras de pau S. Sª. foge a tal estereótipo ele quer a malta de cara alegre e peito ufano dado às balas e espalha a boa nova por todos os torrõezinhos da santa terrinha para gáudio dos profissionais da informação que não têm mãos nem pés nem notícias nem comentários a medir na esteira da pedalada vigorosa de S. Sª. ao longo de quase todos os dias e noites naturais.

    O senhor presidente da santa terrinha também gosta de prestar homenagem a concidadãos de nome e estatuto firmados que tenham partido paro o Além ou a parabenizar os que obras valorosas tenham conquistado louros em certames internacionais de renome dirimidos dentro de portas ou fora de portas nessas alturas S. Sª. tem sempre disponibilizada uma mensagem um elogio ou uma comenda porque é preciso dar ânimo à malta que somos tão bons ou melhores que os bons mas que infelizmente estamos infelizmente metidos em dívidas até às orelhas mas a gente vai dar o fora se deixámos para trás no passado o cabo das tormentas a troika também não se ficará a rir por muito tempo ora venham daí abraços beijos e selfies  a ver se isto vai malta esta é mais uma razão pela qual a malta da santa terrinha ama S. Sª.

    O senhor presidente da santa terrinha tanto veste o traje de cerimónia ou o traje de luces como se apresenta em trajes menores estilo fato de banho num qualquer areal antes ou depois de mergulhar em águas frígidas ou garantidamente despoluídas para grande júbilo de muitos compatriotas e correligionários que lhe prestam preito e que estão sempre à espreita na oportunidade dum afeto duma palavrinha ou de uma selfie para a posteridade é sabido e consabido que a maioria da malta da santa terrinha adora S. Sª. e não admirava ninguém que já muitos o vejam ombrear com todos as deidades acostumadas a preces altares e andores assim não admira que vá ainda em crescendo crescendo a admiração por S. Sª. na santa terrinha.

    No entanto não se conclua que o presidente da santa terrinha só distribui sorrisos mimos beijos e abraços à moda antiga e ceda à novidade das selfies quando acha que as coisas estão mal S. Sª. também se presta a ralhetes puxões de orelhas e até lategadas no rabo a mandantes esquivos e que não se portem à altura das circunstâncias é notório que por mais duma vez se travou de razões com o nosso primeiro e seus adjuntos mais S. Sª. poer exemplo não esteve com contemplações e despachou a alta velocidade uma senhora ministra apanhada a fazer flagrantes figuras tristes na pretérita época de incêndios tava na cara S. Sª. entendeu que a credibilidade da nação estava em causa e a senhora lá pagou as favas fica assim provado que S. Sª não dá só colinho quem dá o pão dá o pau lá diz o povo da santa terrinha que delira com a justiça rápida acreditem embora no terreno ela seja lerdinha aí está mais uma razão para que o povo loe S. Sª.

    Aliás o senhor presidente da santa terrinha já tem aposto o seu veto a diplomas legislativos oriundos das cortes nomeadamente a um deles que determinava o recebimento de lautas avenças por parte dos partidos que pelos vistos andam de bolsos furados ou se convenceram que não valem menos que as fundações as IPSS as PPP institutos ONG certas empresas com direito a subsídios da nação S. Sª. fez saber que só passando sobre o seu cadáver haveriam de o persuadir a assinar «vão mas é trabalhar malandros!» ouvia-se a plebe gritar por todo o lado e aí S. Sª. escutou a vozearia e aí ficou com mais uma razão para não assinar o que deixou chateados os partidos sobretudo que tinham combinado a gaziva aí muito dirigentes partidários bem lembraram serem eles os pilares e as traves-mestras da democracia e que sem dinheiro não há democracia duradoura daí que possa estar a ser cozinhada nova propositura legal a garantir benesses financeiras aos partidos que dispensa a firma de S. Sª. que não deixará de seringar tão certo como S. Sª. ser uma fonte inesgotável de miminhos e selfies para gáudio de muitas almas da santa terrinha.

    Aparentemente o senhor presidente da santa terrinha detesta os desmancha-prazeres que se atravessam no caminho sem aviso prévio ou vêm falar de assuntos não agendados ao que parece S. Sª. gosta de ter a última palavra nos convites que recebe aos milhares por isso não espanta que se tenha furtado à partilha de beijocas abraços e selfies com senhoras que lhe bateram à porta a pedir uma ajudinha depois de saberem que a empresa que as explorava iria para o galheiro claro que elas temem pelo desemprego que não dignifica e pela perda de direitos adquiridos aliás as ditas senhoras até ofertaram a S. Sª. por interposta assessora uma liga de meias vermelha cor que não me parece ser muita do apreço de S. Sª. com exceção do encarnado do equipamento dos seu clube de futebol de estima por sorte talvez por prever qualquer marotice no género acertou para a hora prevista uns exames e análises médica e a coisa morreu por ali uma coisa é distribuir beijos e abraços e ficar em selfies à sua maneira outra bem diferente é fazer figuras tristes perante os próceres da santa terrinha que não toleram abébias seja a quem for ou saia do trilho pré-definido.

    Com a proatividade do seu presidente lucra a santa terrinha que já era conhecida por uma solução de governo do arco-da-velha por ter sido o berço do melhor jogador de futebol do mundo por ser a pátria dos campeões de futsal da Europa e do melhor jogador de futsal do mundo e por ser o solo pátrio dos chefes da ONU e do Eurogrupo e agora passa a ser conhecida por dispor dum presidente como já não se fabrica em parte alguma do globo terráqueo que adora afeições e selfies e é adorado pela maioria do povo da santa terrinha.

    Mais se o presidente da santa terrinha continuar neste afã de dar corda aos sapatos e a espalhar brasas hão de cair em breve todos os recordes detidos por anteriores presidentes e reis da santa terrinha d’ora e de antanho e por isso num dia destes S. Sª. talvez venha a figurar nas páginas do Livro Guiness dos Recordes pelo que é provável que futuras edições da obra se vendam como pãezinhos quentes o que seria muito bem pois da leitura de livros anda muito necessitado o pessoal da santa terrinha não só de tevê de benquerenças e selfies vivem as mulheres e os homens da santa terrinha.

     Entretanto um numeroso grupo de diligentes amigos fiéis pacientes sábios e lúcidos do senhor presidente da santa terrinha recolhe já assinaturas para submeter uma petição às cortes no sentido de determinar que o dia treze de abril (o dia do beijo) o dia vinte e dois de maio (o dia do abraço) e o dia vinte e um de junho (dia das selfies) sejam efetivamente declarados feriados nacionais.

batatívia 30.jpg

(Sorry for the copy...)

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub