Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

oitentaeoitosim

26
Out14

Em Batatívia 5

Jorge

Nova imagem (26).pngDesculpe a desarrumação é que estive a fazer cortes no orçamento!

O nosso primeiro deu ordens explícitas à milícia de intervenção rápida e económica (m.i.r.e.) que abrangia todos os colaboradores da sua governança e fez saber com o ar determinado que o tornara distinto que ninguém estaria autorizado a se coçar até que a nova versão do budget estivesse ultimada durasse o tempo que durasse. Que o documento a ser entregue aos protetores deveria conter todos os cortes anteriores e mais uns quantos disfarçados além de todos os planos B e C todas as derivas às propostas de alteração e umas recomendações aos santinhos. Caso a documentação não estivesse alinhavada depressa e bem os padroeiros podiam até fazer chover cães gatos e coelhos sobre as plagas e epidemias já as havia em número suficiente na santa terrinha. Basicamente tratava-se de atualizar uns dados alterar uns parágrafos e acrescentar uns averbamentos que o receituário seria mais do mesmo e as pílulas mais amargas e reforçadas que a exposição à dívida assim o determinava sem tergiversações. Pôs corniculários e diáconos a medirem e a pesarem os prós e os contras das milhentas medidas criadas e do as palavras mansas a usar para confundir e reinar o pagode não há alternativas e que o que não tem remédio remediado está.

Tentem passar a ideia que o maralhal vai pagar menos impostos deixem-nos embarcar nessa miragem que logo lhes dou a sopa levam novos aumentos nos tributos sobre o pão de mistura integral de forma ázimo e o francês sobre a água salobra doce salgada pluvial de escorrência mineral e purificada sobre a cabanga seja engarrafada imperial caseira ale ou lager sobre o tabaco vulgar de lineu o de cheiro o de enrolar e o eletrónico também, sobre os charutos e as bebidas espirituosas há dúvidas. Claro que os restantes bens de consumo imediato não se vão manter impassíveis perante tanta movimentação vão querer promoção e quem não puder comprar vá ter com a cáritas a cruz vermelha as misericórdias as oneguês ou com as juntas de freguesia onde podem obter a declaração de coitadinho do pobrezinho que precisa da caridadezinha mas não chateiem os ricos.

Nova imagem (27).png

Eu amo os orçamentos do governo

 Vai daí a tropa fandanga deitou mãos à obra munida de espírito de missão e o budget inflou pelo lado da receita que cada vez mais se confunde com uma dama anafada e voraz mas não gosta que lhe chamem gorda pelo lado da contenção da despesa não se pode que os votantes mais influentes não deixam e eles têm as suas capelinhas muitos respeitáveis. É preciso continuar a pedir sacrifícios ao pagode contem connosco mesmo há pouco se soube que o fmi exige juros mais altos e quem vai pagar é o Zé (fosse no tempo das descobertas e outro galo cantaria) pois está claro. Os sacrifícios dão azia aos predestinados e já que se sacrificam pela sociedade fazendo render os seus capitais que sejam eximidos à austeridade.

Personagem célebre asseverou em tempos que a obediência é melhor que o sacrifício olhe que não é bem assim as 2 coisas juntas rendem mais. Ao nosso primeiro já lhe passou pela cabeça levar tudo a raso se há falta de cheta ninguém leva dinheiro para casa ou usa-se  bitcoins  ou senhas mas aí os santos mercados torceram o nariz regras são regras e ninguém está autorizado a mudar nada que não contribua para a consumação do mercado livre. Aí o nosso primeiro meteu a boca num saco e autoflagelou-se pediu mil perdões e prometeu que continuaria a comandar as tropas até que a santa terrinha levasse a bom porto o experimentalismo de nova vaga que é conseguir enriquecer ficando mais pobre uma teoria que pede meças à filosofia da batata mas que é bom que haja muitos a acreditar.

Nova imagem (25).png

 Amor é … poupar no orçamento, contribuindo com o seu .

Todos os dias chegam novas fornadas de especialistas que nem borboletas dispostos a observar in loco a implementação de vias alternativas do crescimento económico que já tem slogan mobilizador: «Cobaias somos nós orgulhosamente sós». Não há dia em que não se realize na santa terrinha uma convenção uma conferência um encontro uma cimeira ou uma palestra sobre a implementação as reformas-fantasmas de que alguns dos participantes nunca tinham ouvido falar e que julgavam aplicar-se a leste do paraíso.

Consequentemente a ocupação oficial e oficiosa de quartos na santa terrinha tem aumentado exponencialmente e já muitos observadores de pássaros de aves rara de dinossáurios de mastodontes se perfilam no horizonte de visita a este recanto paradisíaco. Até consta que Hans Christian Andersen quer ressuscitar para voltar a escrever o seu conto sobre um rei que desfilou nu no tempo dele  e o próprio Maquiavel está em pulgas nunca mais vê chegar o dia de baixar do céu à terra.

De dia para dia aumentam os fluxos de emigrantes que não souberam criar raízes na santa terrinha e que dão o cú e 5 tostões para se porem a caminho dos cús de judas ao fresco. Todos os dias há mais gente à rasca mas que interessa olhos não veem coração não sente e toda a gente sabe que tem de ser competitiva logo no dia do nascimento toda a gente é avisada por isso não há desculpas nem choradinhos que valham.

O nosso primeiro quer bater a patente desta nova técnica de apanhar moscas sem usar mel e prepara já 5 voltas ao mundo para divulgar os novos cenários de recuperação que deixam tudo na mesma a qual foi batizada de teoria da caranguejola por um engraçadinho da praça.

Entretanto a m.i.r.e. já começa a coçar-se depois de tanto esgaravatar e esgalhar mas só para dentro. Trair e coçar é só mesmo começar.

 

PS - Há dias o mais alto representante duma muito alta autoridade espiritual pôs a boca no trombone e disse das boas de tipos da igualha do nosso primeiro que ato contínuo ordenou que lhe fosse entregue na casa do dignatário um cão para que lhe desse banho sempre que lhe aprouvesse mandar postas de pescada alternativamente podia trinchar as pulgas do bicho.

Nova imagem (28).png

 - O senhor vai para casa não tarda!

                             - Já deu para perceber que vão fechar o hospital...

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub