Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

18
Nov14

Em Batatívia 7

Jorge

Quase-quase

    Como dizia anteriormente um ministrante partiu.

   Uns notáveis de boa cepa social e mesmo do jet set manifestaram-se compungidos pois tinha partido a pessoa certa que dantes ocupava o lugar certo e que tinha revelado muita dignidade provavelmente a mesma que tinha manifestado ao entrar mas nunca se sabe.

   Uns senhores da oposição atreveram-se a sugerir mais substituições ao nosso primeiro chegando a dizer que lhe falta lucidez uma acusação grave que veio à luz do dia sem provas. Outros na mesma linha senão pior deram a entender que não ficavam com peninha alguma se o nosso primeiro seguisse as pisadas do colaborador pois só tem dado galho ao povo que está farto de amouxar.

   Uns ilustres do mundo laboral derramaram lágrimas de crocodilo porque o demissionário ministrante estava a par de negociações promissoras e prestes a dar bons frutos. Sabe-se lá se a sucessora ou o heréu não se vai marimbar para os acertos intentados deitando assim a perder horas e horas de conversações árduas que chatice.

   A maioria dos governados não pôde ser ouvida os media não têm assim tantas câmaras e tantos gravadores que possam chegar a todos. Quando muito fazem-se estudos de audiência sondagens inquéritos de rua ou vai-se pescar às redes sociais e logo se tira conclusões sobre o pulsar da maioria. Para já o povo está sereno!

   Parece que o nosso primeiro se está nas tintas para conselhos e conselhinhos principalmente dos que são dados por figurinhas menores estão a ver? Daqueles maganos que porfiam em passar cartão a ideologias requentadas e repassadas de passadismos e outros ismos fora de uso. A palavras néscias ouvidos de mercador mais nada!

   Assim, o nosso primeiro deve continuar a achar que a sua missão na terra ainda não terminou e fica-lhe bem esse sentimento. Consta que irá promover uma remodelação cirúrgica haja dinheiro para a cobrir. Substitui-se quem partiu e mais nada! Pelo menos é isso que circula mais nos mentideiros de todos os matizes.

   Condição sine qua non é que a senhora ou o senhor que se segue tenha de alinhar em cortes cirúrgicos não na casaca mas sobretudo nos rendimentos da malta um anestesista até que dava jeito fica a sugestão e não cobro por ela. A saga da devolução da dignidade à santa terrinha é longa e não se faz às arrecuas, tamos nessa.

   Agora é verdade que muita gente se diverte a desencantar candidatos de entre senhoras e senhores conhecidos e desconhecidos mas distintos que possam usar com todos os matadores e sem mácula a fatiota da governação em curso. Ministro não é quem quer tem que ter costas largas bons fundos e provir da nata social não serve qualquer mequetrefe o zé-povinho não tá talhado para mandar. Como dizia o outro se soubesses quanto custa mandar só querias ser mandado.

   Apesar de tudo o senhor Emplastro terá sido abordado mas logo declinou a subida honra de ocupar a vacatura por não saber línguas. Terão também sido intentados contactos com alguém da Transparência e Integridade mas parece que foram bater a má porta numa segunda versão posta a circular um emissário deu com o nariz na porta  e uma terceira avança que o interlocutor era surdo que nem uma porta.

   A santa terrinha fervilha de palpites sobre a escolha que já meteu portas daí o ter graça e não ofender.

   Aceita-se apostas que a escolha está próxima pois é uma questão de vida ou de morte.

   É disto que o meu povo gosta de grandes momentos e de raspadinhas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub