Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

22
Dez17

Felizardo

Jorge

     Estou numa de zapping, por entre os canais disponibilizados pela operadora - a empresa pela qual fui contactado e contratado garante que são o triplo daqueles que efetivamente contam e estão ao alcance da minha vista -, quando os meus ouvidos detetam o tom agradável duma voz singular que, naquele domingo à noite, atua num concurso de executantes de música.

    Quedo-me ali extasiado a ouvir aquela moça de voz portentosa, com domínio de voz ainda mais portentoso, a trinar um fado (melhor, ao estilo do fado), com uma naturalidade espantosa, só ao alcance das pessoas dos chamados (nem sempre merecidamente) consagrados. Socorro-me do comando para voltar a ouvi-la um ror de vezes e fico pesaroso, quando interrompo – como quem não quer a coisa – a audição daquela melodia transporta nas asas daquela voz surpreendentemente melodiosa e pungente.

    (Por perto estavam 2 pessoas prestes a cair nos braços de Morfeu, pelo que não se fizeram rogadas em imprecar-me e a atirar almofadas e tudo o que apanhavam à mão; assim age o pessoal consciente que o trabalho dignifica e do qual retiram a gorjeta para comprar o popó, os morfos, os entornos, as águas que o passarinho não bebe, os trapos, as pastilhas, os telelés, as prendas natalícias, etc...).

    Depois deste episódio, não me tenho cansado de ouvir o belo canto da moça, na Net, pois me deixei seduzir, gostosamente, é isso! Quando me tratam bem, com caranço e me dão música à maneira, fico assim mole, independentemente da letra que, por acaso, neste caso, também é apelativa.

    Obrigado, Beatriz (Felizardo), pela ajuda em valorizar as coisas boas da vida; sou eu o felizardo por tê-la escutado!

    Sei que não a quiseram nas etapas seguintes do certame e facilmente me ocorre que isso a penaliza, mas estou em crer que o futuro lhe fará justiça; ele não o pode deixar, de forma alguma, de mãos a abanar.

     Tive muito gosto em conhecê-la assim. Apareça mais vezes, mesmo sem aviso prévio. Fique a saber que, terá contribuído para meu deleite a letra da sua «Fala de mulher sozinha» (como o fez no concurso da tevê e como o faz na Net, com naturalidade).Vá por mim: nunca ninguém cantou tão bem aquela canção como a Beatriz.

     Felizardo uma vez, felizardo para sempre.

Anjos anunciadores.jpg

Não consigo dormir nada, à conta dos cantos de todos aqueles anjos anunciadores!

 

PS – Sinceramente estou em crer que a Beatriz tinha o destino marcado, ou seja, não poderia continuar no concurso: o autor da música é persona non grata por aí. Eu sei que, às vezes, o diabo tece-as. Sabiam?

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub