Terça-feira, 10 de Março de 2020

No chão estava um saco de plástico sujo.

Pareceu-me que ali jazia, há muito, por indiferença.

Apanhei-o e dirigi-me ao contentor mais próximo.

Estou na iminência de introduzir a coisa no dito cujo.

Nisto, alguém, em alta grita, atira uma série de impropérios.

Cabrão, estúpido imprestável, analfabruto de merda!

Viro-me na direção da voz alterada

E logo fico a saber que os Insultos a mim se destinavam.

Alguém, que acabara de se plantar à minha frente,

Gesticulava com cenho reprovador.

Aí fez-se luz no meu espírito, eureka!

Não é que me preparava para introduzir a peça,

No contentor azul, dos papéis, que distração!

Onde se metera o meu sentido cívico, caramba?!

Mas, ferido meu brio, não me fiquei:

Mandei a gentil senhora aquela parte, assunto arrumado



publicado por Jorge às 20:22
mais sobre mim
Março 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO