Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020

a - “Enquanto que mais de metade dos adultos do mundo tem uma riqueza inferior a 10.000 dólares, cerca de 1% dos milionários detêm 44% da riqueza mundial”, consta em alguns relatórios de entendidos da coisa.

E a tendência parece ser, segundo muitos peritos (de mercados e correlativos), o reforço da parte do bolo que compete aos milionários.

(Previsão baseada em estratégias atualmente em vigor.)

Previsão ousada, não acha?

 

b – Que os climas andam incertos, parece indesmentível. Há quem jure e trejure que a principal causa do inequívoco aumento da temperatura média do ar da atmosfera da Terra, é uma consequência inevitável do desatino das atividades do Homem - sempre em busca de mais e melhor -, as quais tirocinam o ambiente, muito por conta do CO2.

Outros juram e trejuram que estamos a entrar em novo episódio de aquecimento global normal na história do planeta (alternam com períodos de arrefecimento) e que costumam durar pra burro! Não anda com muitos milhares de anos que a Terra aqueceu à brava, pela última vez, e, para tal, não concorreu de modo algum uma produção extremada de CO2 coisa nenhuma!...

Em qualquer dos casos, estamos feitos ao bife!

Venha o dianho que ouse na escolha!...

 

c – A senhora é indiana e trabalha todos os dias até às tantas, a troco de cinco reis de mel coado.

A senhora vive, num habitáculo, junto à usina, para que não falte à chamada, sempre que seja convocada para tarefas rotineiras de ocasião.

Uma vez sem exemplo, a senhora pede uma licença que lhe é concedida a título excecional.

A senhora encaminha, sem delongas, os seus passos para uma clínica, sita nos fundilhos de tortuosa travessa, perto do local trabalho, onde se submete a uma histerectomia (ablação do útero).

Estava assim garantido que a maternidade não a arredaria do ganha-pão…

Muito ousa quando se luta pela sobrevivência imediata!...

 

d – Uma atleta portuguesa participa duma final duma prova de um campeonato europeu, disputado, há pouco, em país distante: entre 8 concorrentes, fez o oitavo lugar.

Logo ali alguém a convence ser merecedora do apreço do país e - quem sabe! – até de uma comenda, entregue em mão pelo PR.

Porra, nenhum dos colegas seus chegou a uma final, foi ou não um grande feito da sua parte?! Em tempos recentes, presentearam-se comendas por méritos menos expressivos que o seu!...

De regresso, descobre que o seu resultado tinha apenas sido mencionado, de raspão, num programa de uma rádio nacional, em hora de seca noticiosa!...

Isto não fica assim! – fica assim prometida a vingança, na próxima oportunidade.

Ousar vencer!



publicado por Jorge às 21:16
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Janeiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO