Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

oitentaeoitosim

17
Abr15

Ouvi ou li (X)

Jorge

(Quem te viu e quem tevê!)

i - Disseram que o senhor secretário-geral foi recebido pelo número dois da senhora que manda na Alemanha e na União Europeia toda. Naquele cenário muita gente viu a consagração de uma desfeita. Aquilo não se faz, nem à prima à qual mais se lhe arrima.

Entretanto a senhora que dá cartas como, onde e como quer, veio garantir que, da próxima visita, mandará o seu número um a receber o senhor secretário-geral…

ii - O senhor comentador criticou a mudança de estratégia daquela equipa de futebol, na última jornada do campeonato. Foi tão infeliz a opção que levaram que contar, a jogatana descambou numa goleada à moda antiga, bem feito!

O senhor comentador a muita gente terá dado a entender que a mudança tática foi premeditada. Eles abriram as pernas propositadamente, só para desfavorecer o clube concorrente mais próximo.

As palavras valem o que valem, para mim passam a vir de carrinho os senhores dirigentes, jogadores e treinadores e tutti quanti dispostos a garantir que as suas equipas entram em campo para ganhar…

Há mesmo gente capaz de tudo!...

iii - O telejornal lá da casa tinha dado a notícia logo na abertura. Tinha havido uma explosão, de origem desconhecida, provavelmente uma botija de gás teria deflagrado e daí resultaram ferimentos graves em várias pessoas.

(Estas coisas só são reveladas, quando acontecem em casas de gente anónima.)

No hospital, um médico esclarece que todos os sinistrados, envolvidos no infausto acontecimento, se encontram em estado grave.

A repórter, que sabia bem ao que vinha, adianta o microfone e pergunta:

- Portanto, essas pessoas encontram-se em perigo de vida?

Réplica do médico:

- É isso que significa estar em «estado grave»…

(Mazinha!... Mauzinho!...)

 iv - Andam descontentes depositantes de um ex-banco que, por obra e graça do espírito santo, gerou 2 bancos, o bom e o mau; o primeiro chama-se novo e o segundo não se chama nada, pela simples razão que ainda não abriu portas. Ultimamente têm andado à grita pelas ruas, coisa que alguns deles nunca imaginaram que acontecesse, nem em sonhos, mas a rua já deu muitas vitórias a quem nela enfrenta os que sitiaram o poder (não somos por uma oclocracia, longe vá o mau-agoiro, ó Abreu dá cá o meu!)

A jornalista de serviço aquela manife pergunta por perguntar:

- Até onde pensam levar a luta?

A resposta tem o seu quê de banal: vamos esticar a corda toda.

Um dos manifestantes destoa:

- Cuidado que eu sou um ex-combatente, cuidado que posso fazer e acontecer; se não me agarram, sou capaz de armar quengada!

Desde então o homem tem sido solicitado por mercadores de armas, agarrados, antigos rebeldes da praça e afins. Não sabe para onde se voltar!

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub