Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2014

É sempre a mesma melodia…

   O tribunal não deu como provados os crimes de burla e falsificação de documentos que levaram a julgamento três alemães e sete portugueses. Todos os dez arguidos no âmbito deste caso, avança a TVI 24, foram absolvidos do processo das contrapartidas dos submarinos.

 

Oxalá não saia o tosquiador tosquiado: o MP envolveu na mise-en-scène empresas e pessoas que talvez tenham ficado em palpos de aranha. Pode haver ajustes, pedidos de indemnizações!

Já agora, alguém sabe por onde pairam «Harpão» e «Tridente»? Inspeções não lhe devem faltar, a atual ZEE é grande e promete ser maior. Era só para a gente pôr os óculos em cima de tais preciosidades…

Longe vá o mau agoiro dos quadros de Miró, não precisam de repetir a gracinha…

 

Em Roma, tudo se compra (?)

   Dois inspetores tributários da Direção de Finanças de Leiria foram acusados pelo Ministério Público (MP) de corrupção passiva por, alegadamente, terem recebido 3.500 euros de um empresário para redução da quantia devida por este ao Fisco. O empresário, proprietário de uma cervejaria em Leiria, foi acusado de corrupção ativa agravada, ilícito pelo qual é, também, criminalmente responsável a sociedade, enquanto um seu amigo, vendedor de profissão, vai responder pelo crime de corrupção ativa sob a forma de cumplicidade.

 

Alguém deixou escrito que a liberdade não pode durar muito, no seio de um povo corrupto. Outro alguém afirmou com todas as letras que a corrupção é proporcional à democracia (direta ou inversamente?). Outro ainda (Teixeira de Pascoaes, no gozo?) que a corrupção favorece as ideias novas. Venha o diabo e escolha…

Aqui há indícios, mas comecem a levantar mais pedras…

A patacão

   Num depoimento gravado para a RR, a presidente da AR fala do seu maior medo, o do “inconseguimento” e os cibernautas estranharam expressões como 'nível social frustracional derivado da crise' ou 'inconseguimento' de a 'Europa se sentir pouco conseguida' e 'não projectar para o mundo o seu soft power sagrado'. Muitos cibernautas afirmaram não perceber o conteúdo.

(adaptado)

 

Só má vontade! Ouve-se um economista e a gente pouco entende; ouve-se um doutor de leis, idem; ouve-se um padre, ibidem. Ao ouvir-se alguém ligado à política profissional e se não se entende, qual a novidade?! Não se discrimine, aproveite-se a ocasião para fruir, se isto não é recriar a língua, vou ali e já venho……

 

Quem avisa…

   A febre dos vistos gold adquiridos pelos chineses que pretendem investir está a gerar especulação de preços nos imóveis por algumas mediadoras e promotores imobiliários. Alguns intermediários do mercado residencial cobram a mais entre 20% a 25%, em valor acrescentado ao preço final.

 

Esta faz lembrar a estória dos 30 cães a um osso (ou seriam 7?) Mas que não se esqueça, cá se fazem, cá se pagam, depois queixem-se…

 

 Há males que vêm por bem…

   Segundo o Financial Times, estima-se que, em Portugal, “cerca de 200 jovens licenciados e outro tipo de emigrantes saiam diariamente do país”, e, para agravar a situação, “o duro programa de ajustamento deixou um rasto de devastação”: “dezenas de milhares de pequenas empresas faliram, os salários e as pensões encolheram, as desigualdades agravaram-se e muitas vidas ‘enferrujaram’ devido ao desemprego de longa duração”. Mas nem isso afasta uma visão otimista de recuperação.

 

 

Assim surgiu o «herói-surpresa» que faz das tripas coração e das «reformas estruturais profundas» (o quê?!) o seu campo de (boa) ação, materializadas no cenário dos terminais de carga e os centros comerciais (aponta a notícia em continuação).

A vitória contra as forças do mal é difícil, mas é nossa; cara alegre, pois…

 

Quanto mais me bates…

   Uma recente sondagem da Universidade Católica para o DN, o JN, a RTP e a Antena 1 revela que a maioria dos inquiridos, apesar da crise e contestação crescentes, não vislumbra na oposição uma alternativa às políticas que estão a ser executadas pelo Governo PSD/CDS. Talvez por isso mesmo as intenções de voto tenham como reflexo a manutenção do PS nos 31%, a subida do PSD em quatro pontos percentuais, cifrando-se a escassos 3% dos socialistas, e a queda acentuada das restantes forças políticas.

 

Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Num dia destes ainda passa a mensagem que bom seria ter sempre vinho e pão sobre a mesa e que não se esgotasse a vontade de dar e ficar contente. A ver vamos…

 

Saídas

   Terminado 2013, o Governo português ultrapassou largamente os objetivos de saída de trabalhadores do Estado com se comprometeu com a troika. Segundo os últimos números publicados pela Direcção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), entre o final de 2011 e o final de 2013, o número de funcionários públicos da Administração Central caiu 8,6%, quando a meta era "apenas" 2% ao ano.

 

A maioria destes funcionários que abandonou foi para a reforma. Entretanto há menos contribuintes, por força da emigração e da apartação das famílias da pátria,pelo desemprego e pelos trânsfugas ao fisco.

Estão a ver a sequência da fábula?!...

 

Em que ficamos?

   Um estudo recente alerta para o facto de haver aumento de 50% de casos de cancro, até 2030, quando poderão ser diagnosticados quase 22 milhões de casos, por comparação com os 14 milhões de 2012, devido a um forte aumento da doença nos países em desenvolvimento

 

Ouvia-se dizer que o aumento do número de casos se cingia aos países desenvolvidos, por conta do envelhecimento das populações, devem estar a aumentar as cigarradas…

 

 



publicado por Jorge às 19:36
mais sobre mim
Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14

16
17
18
19
21
22

23
25
27
28


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO